skip to Main Content

A nova realidade

A vida mudou tanto em dois meses. Em fevereiro andávamos descansados sem ter a preocupação de andar sempre com desinfetante à mão ou máscara na cara. Entravamos nas lojas e saíamos tão naturalmente como se da nossa própria casa se tratasse. Íamos ao parque com o Fera sem estarmos preocupados se ele tocar nalgum baloiço infetado com o vírus. Abraçávamos os nossos pais, naqueles almoços em família, sem pensarmos que poderíamos estar a colocar as suas vidas em risco. Não foi assim há muito tempo, afinal estávamos no mesmo ano, 2020.

Entretanto o vírus chegou e com ele chegaram os tão populares: medo, insegurança, incerteza, receio. Enfim, só coisas boas.

Com o vírus entre nós, fomos obrigados a mudar rotinas, a ficar em casa, a sermos precavidos nas nossas saídas. O uso de máscara ou viseira passou a ser obrigatório, desinfetar as mãos passou a ser uma necessidade, não tocar com as mãos na cara e manter distância obrigatória passou a ser essencial. De repente parece que tiramos todos um mestrado em proteção individual num curso intensivo.

Para nós adultos é fácil adotarmo-nos à realidade e às regras impostas. Agora para os pequenos a história é outra. A máscara é apenas obrigatória para crianças a partir dos 6 anos. Quem tem filhos mais novos tem duas soluções, ou arrisca sair sem proteção ou tenta as viseiras. E até que existem viseiras engraçadas acopladas em chapéus. Já testamos com o Fera. No início até achou engraçado, mas, passados 15 segundos tirou logo e recusou-se a voltar a usar. Boa.

Sinceramente se não fosse o bom tempo e o quintal acho que a nossa casa teria virado um autêntico campo de guerra. Isto é, ainda pior do que já o é.

Se encontrar produtos de proteção individual era complicado há dois meses, hoje é absolutamente banal. Basta abrir as redes sociais e temos praticamente toda a gente a vender máscaras. Algumas até com padrões bem giros. Mas será que qualquer máscara serve? A resposta é: depende das nossas exigências. Se quisermos ter um bocado de pano na cara apenas porque é fashion, então para quê gastar dinheiro?! Basta recorrermos à roupa velhinha que temos no fundo do armário e voilá, temos máscara a custo zero. Podemos é não ter a proteção que pensamos estar a ter. Já para não falar nas lavagens e na perda de qualidade desse tecido lavagem após lavagem. Se no início até poderemos ter alguma proteção mínima, nas restantes utilizações a proteção é zero.

Mas se o que queremos é garantia de que realmente estamos protegidos quando saímos de casa, sem colocar em causa a nossa segurança nem a da nossa família, mesmo após as constantes lavagens a 60ºC, então devemos recorrer a máscaras certificadas por uma entidade acreditada, o CITEVE.

Sinceramente, estamos fartos de ver máscaras à venda a preços exorbitantes, feitas de tecido não recomendado, tentando aliciar as pessoas a comprar algo que não garante os níveis de proteção recomendados, apenas porque a máscara tem um tecido bem janota. Até já vimos anúncios de máscaras que aguentam 50 lavagens!!! Meu Deus, que irresponsabilidade.

É por isso que a Setlife decidiu ter à disposição máscaras sociais certificadas pelo CITEVE. As nossas máscaras aguentam 5 lavagens porque estão certificadas para 5 lavagens a 60ºC, mesmo que sabendo que estão em certificação para mais lavagens. Mas o que garantimos é que em 5 lavagens as máscaras cumprem com os níveis de segurança. Temos máscaras simples e personalizadas. As máscaras dão para crianças acima dos 12 anos.

Temos também viseiras para complementar a proteção. São leves e ergonómicas, não provocando desconforto ao usar. Temos para crianças e adultos. Gostamos de dizer complementar porque embora seja obrigatório usar máscara ou viseira em espaços fechados, entendemos que o uso combinado de máscara e viseira estamos duplamente protegidos, seja nas vias respiratórias e também nos olhos.

Para quem tem de usar máscara o dia todo e os elásticos ferem a parte de trás das orelhas, temos também adaptadores para colocar os elásticos das máscaras. Os adaptadores ficam atrás da nuca e assim os elásticos não tocam nas orelhas. São feitos de material maleável e confortável.

Poderão encontrar os nossos produtos no nosso Facebook. Esperamos que gostem.

Fiquem bem e seguros.

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back To Top